O Silmarillion - Ainulindalë e Valaquenta


   Para quem não conhece, O Silmarillion trata-se de uma das obras mais antigas de Tolkien, é um relato dos dias antigos. A Primeira Era do Mundo.
   Assim que comecei a ler percebi que a leitura seria totalmente diferente de outras obras de fantasia, não temos um personagem principal, um objetivo claro, isso me deixou confuso no começo, mas acho que peguei o jeito.

AINULINDALË

   Aqui começa a magia meus amigos, O grande Eru, o Único, também conhecido como Ilúvatar, através dos seus pensamentos gera os Ainur. Eru indica um tema para criarem uma musica magnífica.

   No começo os Ainur começaram a cantar sozinhos e em pequenos grupos. Apos um tempo, Eru  propõe algo diferente, um tema onde todos pudessem cantar juntos em harmonia.

   Os Ainur ao serem criados foram inspirados pela Chama imperecível e através deles uma grande beleza despertou de suas melodias. Os Ainur perceberam isso e entenderam o que Eru queria mostrar.

   Um dos Ainur era Melkor, o mais poderoso dentre eles, ele desejava poder, súditos e ser chamado de Senhor. Eru sabia disso, viu que Melkor estava tentando mudar a canção e propôs um tema diferente.

   Melkor não gostou e tentou mudar a proposta musical, Eru percebeu e o reprendeu na frente dos Ainur deixando claro que apesar de Melkor ser o mais forte entre os Ainur as coisas acontecia como ele queria e ninguém poderia mudar a sua vontade. Após isso Eru resolve mostrar o resultado, ele instala o fogo secreto no coração do mundo e o chama de Eä (que foi nomeado de Arda).


   Eru falou que quem desejasse poderia entrar no mundo, mas sem volta. Teriam que permanecer nele para sempre, para que fossem a vida no outro mundo. Alguns recusaram, outros aceitaram, os primeiros a entrarem no mundo ficaram conhecidos como Valar. 

   Melkor estava entre eles, e sempre decidido em satisfazer seus próprios interesses. Quando a terra ainda era jovem e repleta de energia, Melkor a cobiçou e disse aos outros Valar que a terra era dele e seria seu reino. 

   Manwë, irmão de Melkor, que foi criado a partir da ultima canção, rebateu suas questões e o negou. Houve uma luta entre os dois.

   Por algum tempo Melkor desapareceu, percebeu que a terra estava se tornando um paraíso para os outros, sua inveja cresceu e ele assumiu uma forma visível. Segundo o livro "seus olhos era como uma chama que perfurava o frio mortal" . Ele se denominou Morgoth e se tornou o primeiro Senhor do Escuro. E assim começou a primeira batalha dos Valar com Morgoth pelo domínio de Arda.

Melkor por: Formenost.

VALAQUENTA

   Esse capitulo me parece mais uma apresentação, ele explica inicialmente quem são os Valar e quais seus integrantes, também mostra algumas particularidades dos Valar e os Maiar. É uma continuação do Ainulindalë mas com um aprofundamento um pouco maior nos personagens.

   Os Valar são Manwë, Ulmo, Aulë, Oromë, Mandos, Lórien, Vairë, Vána e Nessa. Melkor não faz mais parte deles.

  Quando os Valar foram para Arda outros espíritos foram com eles, Os Maiar. Eles são da mesma ordem dos Valar mas com grau inferior. São criados e auxiliares.

   Por fim o capitulo nos fala um pouco mais de Melkor, que durante anos combateu os Valar e deixou a maior parte de Arda sobre seu domínio. Obteve ajuda de alguns seguidores que acabaram sendo atraídos por ele. Entre seus servos que possuíam nomes, o maior deles era chamado pelos Eldar (elfos) de Sauron.

Sim, ele mesmo.

   Eu imaginava a criação da Terra-Média de várias formas, mas nunca desse jeito. De uma coisa eu sei, depois de historia Ainulindalë creio que independente dos tempos sempre vai existir um Senhor do Escuro. O próximo post será sobre a história dos Silmarils.

Comentários

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *